TORNE-SE UM FACILITADOR OMROM

A proposta do Método Omrom ultrapassa a aplicação de símbolos, ensinando uma metodologia para promover o despertar da consciência de cada aluno, revelando informações sobre a matriz de controle onde a humanidade se encontra aprisionada.

Um facilitador não irá copiar o conteúdo de um livro, mas sim improvisar e decodificar esse conteúdo para ensinar de forma didática seus alunos. Do contrário, ele não tem capacidade para ser um professor, pois não está focado pelo coração, mas apenas pelo intelecto e pelo orgulho.

Para ser um facilitador de técnicas terapêuticas é aconselhável que tenha alguns anos de experiência com terapias, para que dessa forma esteja capacitado a decodificar com a sua experiência pessoal o conteúdo que irá passar para seus alunos, estando assim, capacitado a responder qualquer pergunta.

Sinceramente, pessoas que possuem apenas poucos anos de experiência como terapeutas terão maior dificuldade e pouca bagagem para se tornar facilitadores de qualquer técnica de terapia mais complexa, devido à grande abrangência de conceitos que apresentamos.

Vários temas complementares como a projeção da Apometria e a Medicina Tradicional Chinesa, para mencionar apenas alguns dos aspectos que utilizamos dentro da CQE como mecanismo de ajuda e apoio aos alunos e clientes, também deveriam servir de base para os tratamentos e para ajudar na fundamentação do Método Omrom que estamos novamente aprimorando. Conhecimentos esses que devem ser apresentados além do material didático já existente que compõe a metodologia atual.