Regras

Essas são as regras para os Facilitadores do Método Omrom:

  • O Facilitador assim que for aprovado terá 1 ano para montar sua primeira turma. Após esse prazo, perderá a autorização e deverá entrar na fila e repetir o processo de exame de seleção e curso de capacitação.
  • Caso o Facilitador fique 1 ano sem montar nenhuma turma, também deverá repetir o processo de candidato novamente.
  • A cada 2 anos deverá reciclar o Curso Método Omrom I e II com Marcelo Souza e Eliana Rocca.
  • Criar uma conta de e-mail no Gmail, Skype e um perfil pessoal no Facebook para poder ter acesso ao Google Drive, grupos secretos no Facebook e participar de aulas individuais (se necessário) via Skype.
  • O Facilitador só poderá ministrar cursos na região onde mora e em regiões ou cidades onde não existam Facilitadores ainda.
  • O Facilitador deve seguir os padrões de curso, conduta, valores, processos estipulados pelo Rodrigo Romo e equipe.
  • Ter conhecimento como usuário do Microsoft Office.
  • Ter domínio da ferramenta Microsoft Power Point.
  • Proibido passar os símbolos para alunos via digital.
  • Proibido passar qualquer material, apresentação do curso aos alunos.
  • Proibido misturar outros cursos ou outras técnicas ao material dos cursos do Método Omrom.
  • A utilização de ervas de poder e alucinógenos é incompatível com o trabalho desenvolvido dentro desta egrégora. Se o facilitador consumir estas substâncias estará automaticamente desautorizado a ministrar o Método Omrom.
  • O Facilitador autorizado poderá realizar cursos em cidades fora da sua cidade base desde que não invada um local onde já existe um Facilitador da região.
  • Para realizar cursos fora de sua cidade base, o Facilitador deverá entrar em contato com a Equipe de Apoio e solicitar permissão.
  • As regras poderão ser alteradas sem aviso prévio, sempre com o objetivo de melhorar a qualidade do processo.